NOTÍCIAS

O que levar em consideração para traçar metas para a empresa?

16 de Janeiro de 2019

Estabelecer objetivos para o ano pode parecer uma tarefa simples, mas é preciso muito planejamento e pesquisa antes de executar qualquer ação

Quando se trata de negócios, traçar metas para a empresa é o primeiro passo para crescer. Entretanto, embora esses objetivos pareçam atitudes simples de serem tomadas, não devem ser encarados como tal, pois é preciso um bom plano de metas e um grande tempo de pesquisa para que tudo saia como planejado.

O erro mais comum de toda organização é dar um passo maior do que pode, ocasionando inúmeros problemas estruturais, financeiros e produtivos. Por isso, é preciso saber o que levar em consideração antes de definir as metas a curto, médio e longo prazo visando diminuir a incidência de erros.

É hora de projetar objetivos!

O primeiro ponto a ser destacado é que um plano de metas não deve ser realizado apenas como obrigação. Ele deve ser o principal aporte da organização para que os gestores tenham consciência do atual momento da empresa e em que lugar ela deseja chegar no futuro. Pegue a caneta e anote nossas dicas!

Analise a situação da empresa

Antes de sair fazendo rascunhos sobre os objetivos da empresa, é preciso colocar os pés no chão e analisar a real situação da empresa no momento. Neste ponto, é preciso fazer um panorama das ações realizadas nos últimos anos, porcentagem de crescimento, gastos e entregas.

Também é essencial entender quais são os pontos fortes da empresa – nos quais não é preciso um investimento urgente – e quais são seus pontos fracos – no qual torna-se necessário buscar melhorias e novidades.

Defina metas viáveis

Feita essa análise, é preciso começar a traçar as metas iniciais. É extremamente importante possuir um orçamento anual disponível para que o planejamento seja feito de acordo com o que a empresa pode realizar sem fazer loucuras. Além disso, também é importante visualizar o cenário atual como um todo, não só da empresa, mas da economia do país e do seu mercado de atuação.

Quando estiver com tudo isso em mente, estabeleça três níveis de metas: a curto, médio e longo prazo. Dessa maneira, você poderá entender e visualizar de forma mais ampla o caminho que a organização irá percorrer ao longo do ano. Tenha em mente que esse plano de metas deve ser real, ou seja, de acordo com as capacidades da empresa, tanto financeira, quanto estrutural e de mão-de-obra.

Envolva e desenvolva a equipe

É muito interessante contar com toda a equipe para o planejamento das metas anuais da empresa, afinal, eles sabem melhor do que ninguém o que o setor pode fazer, como pode fazer e o que precisa para desenvolver determinadas ações.

Além disso, vale destacar que é muito interessante incluir nesse planejamento o desenvolvimento da equipe, incluindo formas de possibilitar o crescimento profissional e pessoal de todos os colaboradores que a empresa possui. Essa ação é capaz de auxiliar a empresa em seu crescimento no presente e no futuro.

Atente-se aos resultados

É preciso estar atento aos resultados especialmente a curto prazo para que os demais possam se desenvolver. Em caso de problemas com o resultado, é necessário repensar os próximos níveis. Vale ressaltar que não há nada de errado em realizar alterações no planejamento, pois é uma forma de otimizar os riscos e pensar no bem da empresa como um todo.

Agora que você já sabe como traçar as metas da sua empresa para os próximos desafios, é hora de se organizar e tirar os planos de papel. Não esqueça que a SAT pode te ajudar oferecendo soluções em produtividade, organizando tarefas e demandas de acordo com prioridade, assim como auxiliando nas funções do RH. Como funciona? Acesse nosso site e saiba mais.